Outro ano mas chega o MTB EUROCIDADE VALENÇA-TUI-VALENÇA, nesta IX edição, tentaremos desfrutar na companhia de muitos amigos, a rota, os suprimentos, as paisagens, o bom ambiente e, claro, o Porco Espeto. Temos dois percursos, uma de 44 km e a outra de 74 km, a primeira é aproveitar a bicicleta de montanha e a segunda é aproveitar e sofrer com a bicicleta, haverá um ponto de corte no km 44 (a passagem sobre a “Ponte de Ferro”, direção Valença), para que qualquer participante que não atinja o horário definido (11:30) , não possa fazer a longa marcha. No caso de um participante fora de controle decidir continuar a jornada, ele não encontrará sinalização, nenhuma provisão, nem será acompanhado por nenhuma “vassoura” e o fará exclusivamente sob sua responsabilidade, para que expressamente liberte a organização, em caso de qualquer tipo de acidente, incidente, ferir qualquer eventualidade que possa surgir como resultado de sua decisão.

A celebração da marcha é limitada a 1.200 participantes. O teste é isento de caráter não competitivo e será neutralizado até o km 5. O percurso curto é de dificuldade física média alta (diferença positiva de 1.200 m), acessível para ciclistas com algum treinamento físico e o percurso longo de dificuldade física alta e técnica média (2.000 m (inclinação positiva), para quem deseja usá-lo mais detalhadamente.

A partida dos 500 primeiros ciclistas será por ordem de inscrição.

Temos coletes à venda para recordar esta edição, no valor de 22 €, até 01/03/2020.

A prova está limitada a 1200 participantes e a saída dos primeiros 500 ciclistas será por orden de inscrição

Nesta edição, o ponto de partida será na piscina municipal de Valença e o objetivo na fortaleza de Valença, a saída ocorrerá às 8h. Prepare-se para uma jornada em que você encontrará uma grande variedade de terrenos para mountain bike, o circuito é projetado para os ciclistas completarem as rotas e a experiência é muito gratificante para todos e, claro, para os mais ousados ​​que temos trialeras que te deixam com adrenalina.

Subiremos o Monte Aloia (Tui) e o Monte Faro (Valença). Partimos das ruas de Valença e atravessamos a Ponte Internacional (Ponte de Ferro) em direção à área monumental de Tui, passando pela famosa Corredoira, a 5 km neutralizados pela segurança dos participantes onde o asfalto predomina. Já com as pernas quentes começa o percurso livre, e vamos à freguesia de Áreas de frente para as primeiras rampas com pouca dificuldade, descendo por novas trialeras com suas alternativas correspondentes para os menos ousados, que deixarão bom gosto de boca e com desejo de mais Em seguida, desfrutaremos por mais de 3 km a rota do rio Furnia para enfrentar a subida mais importante desta edição, que nos levará ao topo do Monte Tetón, passando pelas comunidades das montanhas de Pexegueiro e Malvas, onde encontraremos o primeiro avituallamento (líquido , km 16). Depois de coroado o Monte Tetón, seguiremos para trilhas e caminhos para as montanhas de Couso e Peitierios, onde podemos desfrutar de vistas espetaculares do vale de Miñor com as Ilhas Cíes ao fundo, continuando em boas condições em direção ao topo do Monte Aloia, onde teremos o segundo avituallamento (sólido e líquido, Km 31) para afrouxar, apertar o capacete e deixar como relâmpagos a descida espetacular que preparamos este ano, com novas trialeras e caminhos com alternativas para os menos ousados, que percorrerão as montanhas da Comunidade baixa. de Pazos de Reyes e nos levarão de volta ao centro da cidade de Tui, onde aqueles que ousarem seguirão para a espetacular descida das escadas da área Monumental, que nos deixará no passeio fluvial para atravessar novamente a Ponte Internacional. Haverá o desvio da rota curta e longa (Km 44), os da rota curta já enfrentarão a linha reta final até chegar à fortaleza de Valença onde o objetivo será, e aqueles que ainda tiverem greves e decidirem seguir a rota longa terão que passar desligue antes das 11h30 para enfrentar uma subida sem precedentes no Monte Faro. A escalada nos levará ao Mosteiro de San Fins, onde teremos o terceiro avituallamento (líquido, km 52) para enfrentar rampas difíceis, onde certamente subiremos as pulsações, com o olhar colocado no vento e nas antenas, onde terminaremos a escalada e apertaremos o capacete para enfrentar a descida que nos levará ao rio Minho e depois à fortaleza de Valença, onde ficará a meta.

Percurso curto 44 km

Percurso longo 74 km

Organiza

logo-biciosos-300

Colabora

Eurocidade-valenca-tui